(11) 9 8585-8683

Mais cedo ou mais tarde, toda pessoa à frente de uma empresa busca saber como demitir um funcionário, afinal se trata de um processo comum no meio corporativo, por mais que se pretenda evitá-lo. E não são poucos os motivos que levam a isso: necessidade de cortar custos, atitudes que levam à demissão por justa causa, desempenho abaixo do esperado…

Porém, seja qual for o seu caso, e independente de a pessoa estar no período de experiência ou ser um colaborador de “longa data”, é sempre importante se atentar para que seu desligamento ocorra da melhor forma para todos, sendo esse um resultado facilmente obtido quando as dicas certas são colocadas em prática.

Aliás, aqui vai uma primeira dica: mesmo que seja papel do RH anunciar a demissão, se a ideia é criar uma boa imagem para a empresa é interessante que você, como gestor ou líder da equipe da pessoa demitida, faça parte do processo.

Para isso, siga as demais dicas do próximo tópico.

Dicas de como demitir um funcionário corretamente

CONVERSE PESSOALMENTE COM O FUNCIONÁRIO

Acredite: há quem prefira pedir para terceiros terem essa conversa, ou mesmo enviar um e-mail ou fazer uma ligação para avisar sobre a demissão, mas nada disso é recomendado.

O ideal é de fato humanizar o processo e ter uma conversa diretamente com o funcionário, sem deixar de explicar o motivo pelo qual ele está sendo demitido.

VÁ DIRETO AO PONTO

Nessa conversa, evite “ficar enrolando” ou fazendo um discurso desnecessário que pode deixar o momento incômodo para ambos.

Vá direto ao ponto, e comece já informando que, infelizmente, o desligamento precisa ser feito.

DEIXE CLARO O QUE ACONTECERÁ A PARTIR DESSA DEMISSÃO

No processo de saber como demitir um funcionário, é preciso também saber se colocar no lugar dele. E nesses momentos qualquer pessoa deseja saber o tipo de amparo que irá receber.

Sendo assim, deixe claro o que irá acontecer depois: informe todos os direitos do colaborador e o que ele irá receber, coloque-se à disposição para criar uma carta de recomendação, diga se há ou não chances de ele ser recontratado futuramente, etc.

COMUNIQUE O RESTO DA EQUIPE SOBRE A DEMISSÃO

Principalmente em empresas menores, a notícia de que um colaborador foi demito sempre pode gerar inúmeros rumores e receios, o que pode até mesmo influenciar a produtividade dos demais.

Para evitar que isso aconteça em sua empresa, comunique a todos sobre a demissão em questão, explicando o motivo se achar necessário.

Lembre-se que a comunicação com a equipe, por sinal, deve ocorrer de forma clara a todo momento. Se há possibilidades de novas demissões, por exemplo, é válido que todos saibam disso, para que não se sintam enganados ou pegos de surpresa.

Contratando substitutos

Agora que você já sabe como demitir um funcionário de forma realmente profissional, é hora de se atentar ao próximo passo: fazer uma contratação correta, caso seja preciso substituir o colaborador.

Quando o corte é realizado por que a empresa não possui dinheiro para manter o funcionário, não há muito o que pode ser feito. Porém se o contexto envolve desempenho ruim ou justa causa, como citamos no começo, é possível solucionar o problema justamente fazendo uma contratação da forma certa.

E nesse processo em si também não é preciso seguir dicas mirabolantes: foque em fazer o básico corretamente e verá os resultados surgindo.

Por exemplo: como são feitas as entrevistas em sua empresa? Existe planejamento por trás de cada uma delas?

Se não, é preciso ter!

E esse é um dos principais passos a serem dados: criar um bom processo seletivo, que atraia as pessoas corretas, deixando claro o que a empresa necessita no momento. Outro fator que tem ajudado empresas do mundo todo a obterem bons funcionários e evitarem ao máximo as demissões é a análise de perfil comportamental: ela permite que a pessoa CERTA seja alocada na vaga em questão.

Feita a contratação, o próximo passo é acompanhar o desempenho do colaborador e fazer o possível para evitar que outra demissão tenha que acontecer. Isso inclui incentivá-lo, avaliá-lo e treiná-lo sempre que possível… Afinal, toda nova contratação tem um custo, que também precisa ser do seu conhecimento.

E se você ainda não sabe qual é esse custo para a sua empresa, baixe gratuitamente a Planilha de Custo de Contratação clicando aqui e faça o cálculo agora mesmo!

Se ficar com dúvidas sobre ela, converse com a nossa equipe.

E não se esqueça: seja demitindo ou contratando, coloque as dicas acima em prática.

Chame no WhatsApp